medo_avião - Eu voo sem medo

Ir para o conteúdo

Menu principal:

medo_avião

Você ganha forças, coragem e confiança a cada experiência em que você enfrenta o medo. Você tem que fazer exatamente aquilo que acha que não consegue."   (Eleanor Roosevelt)

Embora os aviões sejam considerados um meio de transporte seguro, o sonho de voar pode se tornar um pesadelo para muitas pessoas. Elas confessam que tem uma certa preocupação em viajar de avião. Parece que viajar de avião não é algo natural, existe uma falta de compreensão a respeito do "milagre de voar".

O medo de voar acomete 42% dos brasileiros segundo dados do IBOPE (Veja, 05/08/98). Os relatos são de que existe um pavor somente em pensar em embarcar no avião. Uma mistura de claustrofobia e ansiedade (surgem sintomas físicos como: falta de ar, sudorese, mal estar gastrointestinal, palpitação, tremores, entre outros) que leva estas pessoas a desistirem de viajar, postergar projetos de trabalho, negócios, férias em família. Na grande maioria das vezes o medo de voar é tratável e pode ser superado.

O medo de voar está ligado muitas vezes a uma aprendizagem disfuncional, a pensamentos catastróficos relacionados a lembranças de acidentes divulgados pelos meios de comunicação, ao imaginar-se nas alturas, por não entender a tecnologia e funcionamento do avião onde qualquer ruído, turbulência, taxiamento, decolagem, aterrissagem, pode causar sintomas de ansiedade ou até mesmo levar a uma crise de pânico. A preocupação disso muitas vezes relatada por pacientes está na falta de controle sobre o avião que está nas mãos de um estranho, o piloto, que poderia cometer um erro.

O MEDO DE VOAR PODE ESTAR ASSOCIADO A OUTROS MEDOS

Nos atendimentos clínicos, cada pessoa refere diferentes razões sobre o seu medo de voar, estes medos estão relacionados à sua vivência, história de vida, estilo de personalidade. Cada pessoa interpreta os fatos, vivências e experiências de uma maneira diferente, criando ao longo do tempo algumas crenças que interferem em sua vida e que podem provocar os medos.

Os sintomas do medo podem apresentar-se com: taquicardia, sudorese, mas estar gástrico-intestinal, tonturas, despersonalização, desrealização, formigamentos, entre outros. Nem sempre a pessoa sente todos os sintomas, pessoas diferentes sentem sintomas diferentes, cada uma reage a sua maneira.

As pessoas que chegam ao consultório relatam diversas situações preocupantes em relação ao voo como: medo de acidentes aéreos, medo de perder alguém que ama, medo de passar mal, medo da altura, medo do vazio, medo de turbulência, medo de perder o controle, medo de estar longe da família, medo de morrer e não ter concretizado seus planos, medo por estar em local fechado, medo de passar mal e não conseguir socorro, medo que lhe aconteça alguma coisa e sua família fique desprotegida, entre outros.

Muitas vezes a pessoa transfere ao avião medos que na verdade se referem a outras questões de sua vida, ou seja, o medo pode estar relacionado a questões bem individuais, como estar passando por uma grande situação de estresse, não querer viajar pelos enjoos que pode sentir e isso poderá incluir também viagem de carro ou de trem. Ás vezes a pessoa não tem paciência para suportar as horas de voo, pode não gostar de estar em ambiente com muita gente, não gostar dos ruídos do avião, etc.

Na primeira consulta todas estas questões são avaliadas para que se possa conhecer em detalhe outras situações e medos que possam interferir no tratamento. Assim o tratamento é direcionado de acordo com a necessidade de cada pessoa.


 
Rua Buenos Aires, 444 - Cj.: 11 - 1º andar
CEP: 80.250.070
Curitiba - PR - Brasil
(41) 98804-2716
[email protected]
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal